RSS

Vozes

16 Abr

A epopeia portuguesa exalta o canto. No canto I, Luís de Camões faz a proposição: ‘Cantando espalharei por toda a parte…

o peito ilustre lusitano…’.

Mais tarde,  desabafa:

Não mais, Musa, não mais que a Lira tenho
Destemperada e a voz enrouquecida,
E não do canto, mas de ver que venho
Cantar a gente surda e endurecida.
O favor com que mais se acende o engenho
Não no dá a pátria, não, que está metida
No gosto da cobiça e na rudeza
Duma austera, apagada e vil tristeza.

Pelos tempos, o povo repete adágios e diz que ‘voz do povo , voz de Deus’, embora reconheça que ‘voz corrente muito mente’, porque ‘vozes de burro não chegam ao céu’.

Neste dia, os profissionais que fazem da voz um precioso instrumento de trabalho, recordam ao mundo os cuidados básicos a ter com o bem de que só sentimos falta quando ficamos impossibilitados de  comunicar. 

É de dons e cuidados que nascem as vozes privilegiadas que nos entram pela alma:

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 16 de Abril de 2016 em Bibliotecando, Saúde

 

Etiquetas: , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: