RSS

Arquivo da Categoria: Cidadania

Correio do Ribatejo – 125 anos – exposição

Desde 1891 que um jornal diz do pulsar de uma cidade e da sua região.

Desde 1891 que Santarém lê o Correio do Ribatejo.

125 anos é somatório de vivências, testemunhos de épocas , caminhos percorridos entre memórias de uma cidade. É um Ribatejo viajante no tempo que se testemunha nas páginas do Correio do Ribatejo.

De viagens se fez a exposição que celebra a vitalidade de um semanário que caminha com a fluidez dos tempos.

Neste compasso, o Correio do Ribatejo chegou à Biblioteca da Sá da Bandeira.

História em estórias escritas nos painéis, nos objetos, nas imagens

– para ver, até 2 de junho.

Os alunos do 11º A receberam o diretor e administradores  com os trabalhos sobre a  visita de estudo feita às instalações também centenárias, com o objetivo de relacionar jornalismo e literatura, Guilherme de Azevedo, Os Maias e a Geração de 70

Porque jornais e bibliotecas, aulas e visitas de estudo são combinação de bom gosto e sabedoria!

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Capa Correio do Ribatejo

 

 

 

Anúncios
 

Etiquetas: , , , , , , , ,

7 dias com os MEDIA

Selo-7DiasMedia

A Escola Secundária de Sá da Bandeira participa na iniciativa 7 dias com os MEDIA, com a turma A do 11º ano.

           A atividade surge no contexto da disciplina de Português: o estudo de ‘Os Maias’, mais especificamente o contexto de época e a Geração de 70, os espaços sociais – o jornalismo (os jornais ‘A Tarde’ e ‘Corneta do diabo’) . Santarém é uma cidade intimamente ligada ao programa de Português, do Ensino Secundário, desde o início – textos da lírica medieval – até ao décimo segundo ano – poesia contemporânea.

      No décimo primeiro ano, a cidade é um palco, por oferecer enquadramento à obra de Padre António Vieira e Almeida Garrett, bem como a Guilherme de Azevedo, membro da Geração de 70 e figura tutelar do jornalismo realista. Também ‘Os Maias’ é produto de alguém da Geração de 70 – Eça de Queirós; o jornalismo de ‘A Tarde’ e da ‘Corneta do Diabo’ é objeto de ironia, determina episódios do espaço social, contribui para o avançar da narrativa, dá a conhecer um ângulo da realidade portuguesa do século XIX. Nesta moldura de época, podemos integrar o Correio da Extremadura, as personalidades que o construíram e habitaram. Divulgar o jornal, dar a conhecer pedaços de uma história comum, despertar consciências para a singularidade do património coletivo, é de elementar dever.

         Por outro lado, importa reconhecer a importância secular dos Media e construir a ponte com o presente, já que, na cidade, existe o mais antigo semanário regional de Portugal continental – o Correio do Ribatejo.

         Partindo da premissa de que qualquer matéria do programa pode estar ao alcance dos alunos, seja na Escola, em casa ou na rua, conhecer melhor o Correio do Ribatejo é uma outra prova de que Santarém é, ainda, o livro essencial de que Garrett falou nas ‘Viagens na minha terra’.

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 2 de Maio de 2017 em Bibliotecando, Cidadania, Media

 

Etiquetas: , , , , , , ,

PAI(S)

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 19 de Março de 2017 em Afetos, Bibliotecando, Cidadania

 

Etiquetas: , , ,

Março

 

Março generoso leu Florbela Espanca

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

e  traz a   primavera para  todos. Em tempo de sol e renascimento, celebram-se leitura,  poesia, teatro, enaltece-se a matriz de todas as  esperanças: mês feminino, exalta-se a MULHER, a TERRA, a ÁGUA. Valoriza-se a VIDA, em toda a plenitude feminina.

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 1 de Março de 2017 em Bibliotecando, Cidadania, Tradições

 

Etiquetas: , , ,

Dia Mundial da Rádio

diaradio_2017

Vivemos atualmente uma revolução na nossa maneira de obter e de partilhar informação. Contudo, apesar destas alterações profundas, a rádio nunca foi tão dinâmica, interessante e importante.

Esta é a afirmação com que Irina Bokova inicia  a mensagem da UNESCO para o Dia Mundial da Rádio.

meninaradio.jpg

Em Portugal as experiências com este novo meio começaram nos anos 20 do século passado. Em 1935 nasceu a Emissora Nacional de Radiodifusão, atual Antena 1. Um ano mais tarde começam as emissões experimentais da Rádio Renascença .

E, se em 1979, se cantava sobre o fim das estrelas da rádio, o cinema glorificava a eterna sedução das vozes – filmes que vale a pena rever:

DiasdaRádio.JPG

 

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 13 de Fevereiro de 2017 em Bibliotecando, Cidadania, UNESCO

 

Etiquetas: , , , ,

Internet Segura 2017

internetsegura17

Respeito

Responsabilidade

Pensamento crítico

Segurança

Estes são os pilares da cidadania digital, condição  para habitar o espaço cibernético, tão fundamental como saber usar as ferramentas tecnológicas  e dominar os conceitos básicos da comunicação na internet.

Essencialmente, atuar com etiqueta – estar em rede como frente a frente; proceder com verdade e consideração pelo outro.

 

 

 

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 7 de Fevereiro de 2017 em Bibliotecando, Cidadania, Literacias

 

Etiquetas: , , , ,

Dia Mundial das Zonas Húmidas

 

diamundialzonashumidas

Dia Mundial das Zonas Húmidas

A convenção de Ramsar consagrou, em 1971,  2 de fevereiro como  data dedicada ao trabalho feito  para a  conservação e o uso sustentável das zonas húmidas.

Em 2017, evidencia-se o papel  das  Zonas Húmidas enquanto salvaguarda natural contra desastres.

Na Biblioteca,  a informação está  na classe 5.

 

 

Etiquetas: , , ,

 
%d bloggers like this: